• A poesia de Leonard Cohen #naBlooks!

    Muita gente achou estranho quando o nome de Bob Dylan foi anunciado como ganhador do prêmio Nobel de literatura. O fato de Dylan ser poeta causou estranheza, as pessoas esqueceram de todas as letras que ele escreveu e sua gigantesca força poética. Esqueceram também do poeta enquanto bardo, que sai por aí brandindo sua poesia aos …

    More  →
  • Exclusividade Blooks: A Mariposa, de Maria Cecilia Nachtergaele

    Aos 16 anos Matheus Nachtergaele recebeu uma coleção de poemas escritos pela sua mãe, a poeta Maria Cecilia Nachtergaele. As páginas delicadas ficaram por anos guardados numa gaveta até ganharem a luz do dia sob a forma de um monólogo, processo de conscerto do desejo, em que Matheus recita os poemas da sua  mãe, que se suicidou …

    More  →
  • #NaBlooks: Cobra Norato, de Raul Bopp

    Um dia eu hei de ir morar nas terras do Sem-Fim: Vou andando caminhando caminhando Me misturo no ventre do mato mordendo raízes Depois faço pussanga de nó de cabelo Então mando chamar a Cobra Norato (Trecho incial do poema Cobra Norato) Nada como ir na Blooks e descobrir essa novíssima, e linda, edição do …

    More  →
  • Dica Blooks: Poesia completa, de Orides Fontela

    Há  muito tempo que li algo de Orides Fontela. Ainda foi bem pouco, bem menos que outros poetas de sua geração como Paulo Leminski e Hilda Hilst a quem dediquei longas leituras e que  realmente fizeram e fazem parte do meu cotidiano de leitor. De Orides Fontela eu esqueci, por puro excesso de coisas pra …

    More  →
  • #NaBlooks: Punkpoemas, de Luiz Claudio Oliveira

    O punk está vivo? A poesia está viva?! Parece que vivíssimos e correndo de  mãos dadas  pelo mundo. Do surgimento nos EUA na década de 70 para a Inglaterra e o mundo o punk revirou o estômago do rock’n’roll, radicalizou posturas,  despiu a cultura pop dos excessos glam e progressivo e ergueu como nunca o …

    More  →
  • Dica Blooks: Sereia de papel – Visões de Ana Cristina Cesar

    O livro que colocou Ana Cristina Cesar nas minhas mãos foi A teus pés, uma edição da Brasiliense, da clássica coleção Cantadas Literárias. Publicado em 1982, um ano antes da morte de sua morte, o livro compilava três edições independentes da poeta carioca, Luvas de Pelica, Correspondência Completa e Cenas de Abril, numa mistura íntima …

    More  →
  • Dica Blooks: Outro, de Augusto de Campos

    Alguns talvez não saibam ou nem mesmo concordem mas o poeta Augusto de Campos, pela vastidão e precisão de sua obra, já demonstrou ser um dos grande poetas brasileiros. Graças a ele, seu irmão Haroldo e Décio Pignatari, entre outros nomes que a eles estiveram associados, o mundo pode ver no Brasil do anos 1950 …

    More  →
  • #naBlooks: Antologia da Poesia Erótica Brasileira

    Recentemente o livro Toda poesia, que reúne a obra do poeta curitibano Paulo Leminski, alçou voo aos céus dos livros mais vendidos, tirando a poesia do seu recatado silêncio. Poesia, no Brasil, parece ser uma coisa muito amada mas pouco lida. Lê-se também, a partir do meu modesto ponto de vista, muito do mesmo, Drummond, …

    More  →
  • A estrada – Poema em ilumino gravura de Ariano Suassuna, que hoje faria 88 anos

    More  →
  • Todos na poesia! Na Blooks São Paulo!

      Procure agora numa uma  lista dos livros mais vendidos e veja se tem algum de poesia… Não, não tem. Raramente tem. O sopro de poesia mais recente nos mais vendidos foi o Toda poesia, do Paulo Leminski e isso dá uma alegria danada. brasileiro, sim, eu, você e o outro, gosta muito de poesia mas …

    More  →

Facebook